sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Honestidade...


“Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte.” Prov. 10:2.

Vale a pena ser honesto? No dia em que escrevo esta meditação o Brasil ficou estarrecido com a notícia de um juiz de futebol que recebera dinheiro para “entregar” algumas partidas. A cena que a TV mostrou foi dramática. Olhos lacrimejantes, pesar e vergonha. Mais dramática ainda foi a declaração que ele fez: “Não compensou ter trazido tristeza e vergonha para minha família, por causa do dinheiro.”

Um comentarista disse algo que reflete a cultura de nossos dias: “A tragédia dele foi ser descoberto. Se não o fosse, claro que teria compensado. Dinheiro nunca faz mal.”

Já percebeu como o dinheiro fascina? Do ponto de vista bíblico, não existe nada de errado com o dinheiro. Entre as bênçãos da prosperidade prometida por Deus, está incluído o dinheiro. Não tenha medo de trabalhar, poupar e fazer dinheiro. “Minha é a prata, Meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos.” Ag. 2:8. Ele está pronto a entregar tudo isso nas mãos dos Seus filhos.

O problema é que na maioria das vezes o fazer dinheiro exige tempo e trabalho, e a natureza humana é imediatista. Não gosta de esperar, ignora que nada se constrói de um dia para outro. Então aparece a senhora insensatez com suas promessas fascinantes, vestida de muitas roupagens: desde o assalto à mão armada, até o furto, suborno, chantagem, calote ou o engano.

A declaração bíblica de hoje é: “Os tesouros da impiedade de nada aproveitam.” Não valem a pena as noites de insônia de uma consciência culpada; nem a vergonha e o escândalo que destroem a família quando a pessoa é descoberta; nem sequer o cinismo ridículo de alguém que endureceu a consciência e nega tudo.

A segunda parte do texto diz: “Mas a justiça livra da morte.” Que justiça é essa? Andar nos caminhos da prosperidade autêntica. Pode exigir mais tempo. Mas, em compensação, “livra da morte”, do desespero, da angústia, da ansiedade e do pânico que se apodera da pessoa quando está prestes a ser exposta.

Que Deus abençoe hoje o fruto de seu trabalho. Que tudo que você tocar seja abençoado. Que seus planos sejam prosperados. Enfrente a luta do dia com essa certeza no coração, e lembre-se: “Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte.”



Alejandro Bullón
www.MinisterioBullon.com

10 comentários:

Aline Satiko disse...

Postagem mais do que devida, em um mundo que jaz do maligno e as pessoas mostram-se cada vez mais corruptíveis...
obrigada pela benção!!!

Van disse...

Que Deus abençoe hoje o fruto de seu trabalho. Que tudo que você tocar seja abençoado. Que seus planos sejam prosperados. Enfrente a luta do dia com essa certeza no coração, e lembre-se: “Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte.”

AMÉM! =)

é... dinheiro não é tudo.
Deus é tudo!

http://xcafedamadrugadax.blogspot.com

Giovana disse...

Eis a sabedoria: "dinheiro não traz felicidade". Eis o espertinho: "dê o seu pra mim e seja feliz!"

Brincadeiras à parte, não é o dinheiro por si só que é condenável, mas o que se faz dele e como se age para consegui-lo. Aliás, quanto mais fácil ele vier, melhor. E as pessoas, sendo assim, se vendem por tão pouco, deixando seu valor como ser humano e trocando-o por números.

É triste quando o valor de um ser humano se resume no quanto de dinheiro ele tem.

"O dinheiro é um ótimo servo, porém um perigoso mestre".

Viver é Bom ! ! ! disse...

Estou te acompanhando !
E... sobre honestidade : SIM, SIM, SIM... ela ainda vale muito a pena !!!
Bom final de semana !
Beijo !
Solange Maia

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

luh...=) disse...

tenho um meme pra vc...
bom final de semana..!!!
bjuss...

bruxamarytsha disse...

Infelizmente, cresce o número de pessoas que pensam como esse juiz. Fico com sua certeza, de que vale muito sim o dinheiro meu, que suo para ter, trabalhando honestamente. Esse é valioso, pois que é fruto de trabalho, e sei que também é abençoado por Deus, porque é meu de direito, beijocas

Maria Cristina disse...

bom dia te dejo un regalo en mi blog

Mari Borges disse...

Ser honesto consigo mesmo é oque importa, não podemos nos deixar levar.

bjs

Lucho disse...

Honestidade sempre vale a pena.

E mudando completamente de assunto. Acho que não vale nada relacionar religião e honestidade. Ou todos já se esqueceram dos deputados evangélicos e ligados a igrejas que estiveram envolvidos nos escândalos do mensalão e das sanguessugas?

André Luís Leite disse...

sou a favor da eliminaçao da moeda e da criaçao de um novo sistema de trocas de bens e serviços - o dinheiro nao funcionou e somente desgraçou a raça humana que se tornou imbeciloide e sem nenhuma especie de sentimento.quando voce tem todo o dinheiro que voce sonhou e ve que ele para nada serve voce ve que a vida nao passa de uma ilusão . sou ateu padre. abraços.