sábado, 14 de março de 2009

A Paciência Tem uma Oportunidade...


Quando o caminho é áspero, a perseverança de vocês tem uma oportunidade de crescer. Tiago 1:3, BV.

Eu me encontrava sentada numa cama de hospital, esperando mais de uma hora para que a ambulância chegasse e me levasse para casa. Algum tempo antes, eu havia descido um pequeno degrau, e um buraco no canto havia prendido meu calcanhar direito, enquanto meu corpo era catapultado para a frente. Agora ambos os tornozelos estavam engessados, e fiquei incapaz de me mover sem auxílio. Não havia nada para ler, nenhum papel e caneta com que escrever, nada para fazer a não ser esperar. Eu estava muito frustrada. Foi então que uma folha de identificação, na parede atrás de mim, me chamou a atenção:

Paciente Peggy Mason

Ri sozinha. Ah, não; isso eu não sou, Senhor! Não sou paciente de jeito nenhum. Uma sala para redecorar, uma viagem de avião por fazer, presentes de Natal para preparar, bulbos de flores para plantar. Não, com certeza não me qualifico para receber um certificado de paciência!

Mas, nos dois meses subseqüentes, a maior parte do tempo confinada a uma cadeira de rodas, antes de sair do gesso e recobrar novamente a ação dos tornozelos, pensei bastante sobre paciência. Pensei em João, descrevendo a paciência dos santos, Paulo incluindo-a entre os frutos do Espírito e Pedro admoestando contra a impaciência enquanto aguardamos a volta de Cristo. Todos me faziam lembrar de minha deficiência nessa área. Esperar – esperar que pessoas cheguem, esperar que as plantas cresçam, esperar que os planos se materializem e as orações sejam atendidas.

Aqui, meus pensamentos começaram a se cristalizar. Pensei no meu próprio campo missionário, todos aqueles em favor de quem eu oro pelo nome – familiares e muitos amigos e suas necessidades – e aqueles que se afastaram. Como desejo que eles voltem, que se encontrem com Jesus no caminho e reconheçam o quanto Ele os ama e como sente sua falta! Paulo nos diz que Deus o chamara desde o ventre materno (Gálatas 1:15). Por quanto tempo Deus deve ter esperado por ele, antes da experiência na estrada de Damasco! Pensei na paciência de Deus, ao esperar que cada um de nós chegue ao arrependimento (2 Pedro 3:9) e em como a paciência é um dos muitos dons perfeitos que Ele deseja outorgar-nos.

Desejo abrir a porta do meu coração para receber essa dádiva, a fim de que a paciência cresça e execute a sua “ação completa” em mim (Tiago 1:4).


Peggy Mason

Livro:
Sussuros do Céu,
Casa Publicadora Brasileira.
http://www.cpb.com.br

3 comentários:

Cleo disse...

Com certeza, a paciência faz de nós seres melhores.
Beijos carinhosos.
Cleo

Jhennifer Cavassola disse...

Aii que saudades daqui. Amo demais esse cantinho, passa uma paz tão boa! ;)

diane carvalho Ѽ disse...

noossa eu amei o blog , de coração mesmo ! Passe : http://cristogeneration.blogspot.com