sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Leis de Deus ...


Fizeste-me conhecer os caminhos da vida, encher-me-ás de alegria na Tua presença. Atos 2:28.

Era verão, e eu estava sentada na minha casa fresquinha, considerando antigas paixões e a busca da felicidade dentro do âmbito de um relacionamento romântico. Eu havia entrado com o pedido de divórcio do meu esposo e estava sonhando acordada, pensando em quão diferente teria sido minha vida se eu houvesse casado com alguém mais disposto a servir a Deus – quem sabe mais cordial, alguém mais em sintonia comigo como pessoa. Antes de perceber, estava invejando alguém que se casara com um homem que eu havia namorado.

A inveja é uma barricada no caminho da felicidade. Os anjos de Satanás escolheram Satanás em lugar de Deus, assim como uma pessoa pode escolher um amor em lugar do plano divino. Podemos escolher adorar alguém ou alguma coisa, mais do que o nosso Criador. Satanás cobiçou o poder, a glória e o trono de Deus, e eu estivera cobiçando alguém que não me pertencia. Efésios 5:5 (NTLH) nos adverte: “Fiquem certos disto: jamais receberá uma parte no Reino de Cristo e de Deus qualquer pessoa que seja imoral, indecente ou cobiçosa.

Se não nos mantivermos em espírito de oração, a inveja pode ameçar-nos a alma e ter sobre nós um poder que é maligno por sua própria natureza. “Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins” (Tiago 3:16). Mateus 27:18 diz que Jesus foi entregue por inveja. Agora entendo que, independentemente da pessoa com quem eu me houvesse casado, ainda teria de enfrentar algumas experiências devastadoras para poder crescer espiritualmente, da maneira como precisava. Deus usa nossas escolhas pessoais para ensinar-nos a nos apoiar na sabedoria da Bíblia, para nos guiar e para desenvolver fé.

Não importa qual seja a nossa situação, Atos 2:28 nos faz lembrar que, assim como Deus torna conhecidos a nós os caminhos da vida, também nos dará plenitude de alegria na presença do Criador. Isso é algo que se deve definidamente reivindicar e esperar. “Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à Sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, Ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar” (1 Pedro 5:10).


Melissa Wilson

Livro:
Sussuros do Céu,
Casa Publicadora Brasileira.
http://www.cpb.com.br

7 comentários:

Van disse...

Mas se confiar em Deus, Ele te abre os olhos e você foge desse sentimento de inveja e cobiça. Ele te dá o que você necessita e o mais importante força pra prosseguir o tempo que for necessário o caminho!

http://xcafedamadrugadax.blogspot.com

Janaína Souza disse...

Muito lindo este texto!
Adorei!

Beijo

Jana =D

bruxamarytsha disse...

A inveja é o mal maior da humanidade, infelizmente, belas palavras, beijocas

Dj'ay-C disse...

Tem selo pra você no iDjay-C.

Jhennifer Cavassola disse...

Nossa, é verdade! E eu costumo dizer que não é nem bom a gente ficar cantando felicidade pra todo mundo, deixar todo tipo de gente entrar na nossa casa e tals.

É preciso estar muito com Deus, acreditar infinitamente pra não deixar os invejosos invadirem nosso espaço.

A inveja é a arma dos incompetentes!

Belissima postagem!

Um lindo fim de semana! Beijos

Jhennifer Cavassola disse...

Ops, esqueceu de falar no comentario no meu blog, sobre o que acha do chá de bebê.

Saara Senna disse...

Aqui é sempre muito acolhedor!!
Muito bom te visitar.

Beijo grande e ótimo final de semana :)