domingo, 18 de janeiro de 2009

Provada, mas Viva ..


Não morrerei; mas vivo ficarei para anunciar os feitos do Senhor. O Senhor me castigou com severidade, mas não me entregou à morte. Salmo 118:17, 18, NVI

Um tremendo monte de metal – depois, a inconsciência. Vozes fracas, aparentemente distantes, levaram-me para a ambulância que aguardava. Ouvi tesouras cortando minha roupa, mas não tive consciência da bateria de exames a que me submeteram num hospital próximo, nem do vôo do helicóptero que me levou para um centro traumatológico numa cidade grande.

As preciosas vozes daqueles a quem amo chegaram até mim do meio da “névoa” durante as horas e os dias de terapia intensiva. “O que aconteceu?” era minha pergunta constante. Com paciência, meu esposo explicava que, a caminho de um programa musical naquela bela manhã primaveril de sábado, um homem havia passado num sinal de “Pare”, e colidira contra a lateral do nosso carro. Ele fugiu e nunca foi localizado.

Durante três semanas, fiquei sob o cuidado de quatro equipes médicas extremamente competentes. Trataram de múltiplas fraturas, além de numerosos danos internos.

A proteção dos anjos no local nunca deixará de me espantar. Se o impacto tivesse ocorrido uma fração de segundo antes, a porta do meu lado, do motorista, teria ido parar esmagada no meio do carro. Foi aí que parou o descanso de braço da porta traseira. Conforme a descrição do meu esposo, se mãos angelicais não tivessem assumido o volante após o impacto, também teríamos atingido um poste de energia elétrica. Em vez disso, voamos por uma abertura entre o poste e uma grade, até um campo arado.

É ilimitado meu reconhecimento para com uma igreja amorosa que orou por mim e me cobriu de cartões, visitas, telefonemas, alimento, ânimo e muito mais durante as muitas semanas de recuperação.

Ao despertar, cada manhã, sou grata pela vida que Deus estendeu para mim. Quando o calor do verão torna desconfortável o aparelho no meu pescoço, agradeço a Deus as muitas oportunidades que tenho de Lhe oferecer louvor por Suas bênçãos de proteção e cura. Seja o que for que a vida me conceder, desejo aplicá-lo para testemunhar de Seu grande poder salvador. Você participaria disso comigo?



Donna Lee Sharp

No Livro:
Sussuros do Céu,
Casa Publicadora Brasileira.
http://www.cpb.com.br/

7 comentários:

O DIÁRIO DE TAMMY disse...

Que maravilhosa essa palavra. Nunca passei por nada tão terrivel na minha vida como estar diante da morte (por mais que ache que nenhuma folha cai da árvore sem a permissão de Deus) mas fiquei feliz de ler que alguém entendeu algo que Deus disse para nós "em tudo dai graças."
É bom saber que existem pessoas que conseguem glorificar o Senhor pelo bem que Ele tem nos feito mesmo quando as dificuldades parecem maiores.

Louvo a Deus pela sua vida.

Suas palavras muitas vezes vieram a confirmar o que o Espirito estava falando ao meu coração.
Obrigada por se permitir ser usada por Deus dessa forma tão bonita!

silvia masc disse...

Lindas palavras, boa semana e fique com D'us.

Blog's de Sissym disse...

A vida é uma dádiva divina, se continuamos é porque nossa missão aqui não terminou, Deus quer que a gente cumprar as etapas. É preciso valorizar todos nossos dias.

DEUSA PAGÃ disse...

oi...fui indicada pra responder um MEME e agora estou indicando vc...
dá uma passada lá no meu Blog pra pegar os detalhes...super bjo.

Dj'ay-C disse...

Visite:
http://idjay-c.blogspot.com/

E descubra um pouco mais sobre os garotos!

Bala Salgada disse...

Que texto maravilhoso, as imagens combinaram tão bem.
Acho que gratidão é o sentimento-chave para a fonte não secar. Gratidão atrai as coisas boas.

Sucesso!

Marcelo Cordeiro disse...

tá sendo seguido agora

muito bom o blog

congrats

abraço