sexta-feira, 3 de julho de 2009

A Corrida


Querido amigo,
Querida amiga,

Considere esta advertência, feita pelo escritor de Hebreus: “...corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta” Hebreus 12:1.

Se existisse o vôlei ou o futebol na época do Novo Testamento, estou certo de que Paulo teria falado de jogadas e de bolas, mas, como estes esportes ainda não existiam, ele escreveu sobre as corridas. A palavra “corrida” vem do grego agon, de onde também se origina a palavra “agonia”. A corrida do crente não é um esporte, é sim uma corrida exigente e cansativa; às vezes, agonizante. É necessário um esforço gigantesco para terminá-la.

Provavelmente, você já percebeu que muitos não a concluem. Com certeza, já observou que há muitos ao lado da trilha. Eles costumavam correr – houve uma época em que mantinham o ritmo. Mas então chegou o cansaço. Não pensavam que a corrida seria tão difícil, ou foram desencorajados e intimidados por um adversário. Qualquer que tenha sido a razão, eles não correm mais. Eles podem ser cristãos, podem ser adventistas. Podem ir à igreja. Podem colocar dinheiro na salva das ofertas e esquentar o banco da igreja, mas os seus corações já não estão na corrida. Eles se aposentaram antes da hora. A menos que alguma coisa mude, o seu melhor trabalho terá sido o seu primeiro trabalho, e eles terminarão se lastimando, terminarão desapontados, terminarão queixosos, terminarão como um peso se valor.

Em contraste, o melhor trabalho de Jesus foi o seu último, e o passo mais forte foi o seu último passo. O nosso Mestre é o maior exemplo de alguém que suporta. Paulo prossegue dizendo que Jesus “... suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo” (12:3). A Bíblia diz que Jesus “suportou”, implicando que Jesus poderia ter “desistido”. O corredor poderia ter desistido, ter se sentado, ter ido para a casa. Ele poderia ter abandonado a corrida, mas não o fez. Não abandonou por causa de mim e por sua causa também. Suportou tudo por amor e para nos salvar!

“Portanto, não perca a coragem, pois ela traz uma grande recompensa” (10:35 BLH). Continue na corrida, afaste tudo que têm impedido você de prosseguir. Talvez tenha sido preconceitos, tradicionalismo, arrogância, orgulho, e até preguiça. Não é fácil, mas é preciso deixar tudo isso de lado. “Pois, como Ele diz nas Escrituras Sagradas: Um pouco mais de tempo, um pouco mesmo, e virá aquele que tem de vir; ele não vai demorar” (10:37 BLH).

Que tal, então, voltar a correr? Jesus está lhe esperando na linha de chegada!
Ps.:
Ontem quase tive um acidente próximo a Candido Sales. O capô do meu carro abriu quando estava saindo de uma curva e estava a 120km. Graças a Deus o vidro do pára-brisa não quebrou e consegui encostar o carro sem maiores sustos.
Pr. Adolfino Ramos Aquino

3 comentários:

disse...

Pastor suas mensagens são divinas!!
Esta me tocou mesmo!!
abraço

Suzana Meirelles disse...

Padre,acabei de conversar com uma amigasobre meu estado de espírito que está péssimo.E ela como cristã praticante que é,mandou entregar tudo na ão de Cristo,que ele acolhe a todos,como acolheru Michael Jacson,nas onúmeras escolhas que este fez na vida.E que talvez só Este saiba quem de fato é Jackson.
Eu desisti da minha corrida acho que pela depressão.Por acaso e,com todo respeito,Cristo cura depressão?
O texto é lindo mas me deixou pior do que já estou,pois vejo que eu não quero e não consigo prosseguir nesta corrida.
Um abraço

Danilo Fernandes disse...

Pastor Adolfino!

Olá

Vi seu link no blog de um amigo e vim conhecer. Gostei muito. Surpesa boa. Vou segui-lo.
Se me permite gostaria de publicar em meu blog este artigo. Claro, com links e autoria!

Aproveito para apresentar o meu blog, o Genizah, e recomendar uma visita.

Graça e Paz

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/